Dimensão fractal, espectro multifractal e lacunaridade das superfícies dos implantes dentários

Dimensão fractal, espectro multifractal e lacunaridade das superfícies dos implantes dentários

Discente: 
Daniel de Souza Santos
Orientador: 
Borko Stosic

O processo de osseointegrac~ao representa um fator fundamental para o sucesso de
aplicac~ao de implantes dentarios. Os criterios que se utilizam na avaliac~ao deste processo
s~ao a estabilidade mec^anica primaria e xac~ao biologica posterior, que podem ser
in uenciadas por varios fatores. Entre esses fatores, os mais importantes s~ao a arquitetura
ossea original e sua densidade, o desenho do implante e o tratamento de superfcie.
Assim sendo, introduc~ao de novos metodos ecientes para quanticac~ao de geometria de
superfcie representa um fator importante na direc~ao de diminuir o tempo e o custo de
avaliac~ao da qualidade dos implantes. Com o objetivo de comparar os diferentes metodos
de tratamento de superfcie dos implantes, este trabalho prop~oe a aplicac~ao da analise
fractal atraves do calculo da dimens~ao fractal, do espectro multifractal e do espectro
de lacunaridade, para quanticar: i) a topologia de superfcie de implantes de Tit^anio
submetidos aos diferentes tratamentos, e ii) a distribuic~ao espacial de cristais formados
ao longo da imers~ao no Simulador de Fluidos Corporeos (SFC). A analise proposta foi
aplicada nas imagens de microscopia eletr^onica de varredura de superfcie dos implantes
de Tit^anio submetidos as combinac~oes de tratamentos: a) ataque acido, b) jateamento
com oxido de Alumnio e c) Fosfato de Calcio, resultados provenientes de um experimento
realizado no Departamento de Odontologia da Universidade Federal de Pernambuco. As
imagens foram feitas antes e depois de imers~ao no SFC. Na analise de superfcie dos
implantes antes e depois de imers~ao no SFC os metodos utilizados n~ao mostraram uma
diferenca signicativa, indicando a necessidade de estudo de estruturas e cristais depositados
ao longo da imers~ao no SFC. Os resultados indicam que os implantes tratados
com ataque acido (para todas as combinac~oes de outros tratamentos) possuem superfcie
mais adequada para osseointegrac~ao, resultando em uma deposic~ao dos cristais com mais
uniforme tamanho, bem como mais uniforme distribuic~ao espacial.